Street photography, olhar atento e uma máquina fotográfica a mão, porque nunca se sabe o que pode passar pela frente.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Críticas

Não que eu vá fazer isso outras vezes mas me sugeriram retirar o texto do post anterior e confesso que ele era realmente desnecessário.
Outros comentam da melancolia que as vezes acompanha imagens, mas não é isso, são apenas textos.
Numa das crônicas do meu tio o tema era um cachorro perdido, não lembro detalhes, mas sei que havia algo mais naquela mensagem, e isso que ele tinha um programa na radio difundido em toda região, e ali ele lia seus devaneios como se estivesse só sem ouvindes. Neste dia eu me senti confuso, primeiro por não ter entendido o que estava sendo dito, depois por que achei que de alguma forma ele se expunha em demasia. Mas para quem? Somente para quem o conhecesse, quem sabe até o admirasse, ou ficaria como palavras soltas e sem sentido em meio a tantas outras crônicas mais claras e objetivas. Mas de outras assim explícitas eu não lembro quase nada a não ser que eu gostava, mas ficou na memória incomodando ainda a do Cachorro Louco. Mesmo assim tirei o texto, meu tio os tinha no que é efêmero do audio, eu ja registro em arquivos que podem ser relidos, reproduzidos e adulterados.
Boa lembrança que isto traz, espero que aproveite para alguma coisa.

Nenhum comentário: