Street photography, olhar atento e uma máquina fotográfica a mão, porque nunca se sabe o que pode passar pela frente.

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Revelação

Parece que não despertei, a luz do monitor nos olhos e o reflexo de um sol forte ofuscam as imagens turvas de outros dias, outros tempos, outras vidas.

Alguém me disse que acordado redijo como se estivesse em transe, mas  em transe também não sei o que registro, por isso, se continuar serei mais desconexo e menos preciso, ou - ao contrário - pode ser que imprima verdade  escondida entre minhas letras.

Hora de parar  no próximo ponto, ou posso esgotar o sentido para os próximos textos.

Nenhum comentário: